07 setembro 2009

Brasil 61x60 Costa Rico: Brasil conquista a Copa América



A seleção brasileira de basquete masculino conquistou neste domingo o título da Copa América/Pré-Mundial de San Juan, em Porto Rico. Na final, a equipe conseguiu a esperada revanche sobre os donos da casa e venceu por 61 a 60. Na fase de grupos, Porto Rico venceu o Brasil por 86 a 82, único revés da equipe comandada por Moncho Monsalve na competição.






O destaque brasileiro mais uma vez foi o ala-armador Leandrinho, do Phoenix Suns, com 24 pontos. Tiago Splitter, com 13, e Anderson Varejão, com oito, também tiveram papel importante na vitória. Pelos donos da casa, o maior pontuador foi Carlos Arroyo, autor de 14 tentos.
O primeiro quarto da partida foi bastante disputado. A seleção brasileira fez forte marcação para tentar impedir que os porto-riquenhos usassem sua maior arma, os chutes de três pontos. O esquema deu certo e os donos da casa conseguiram converter apenas um arremesso de longa distância. No fim, o Brasil venceu por 19 a 13.
A defesa também teve papel importante no segundo quarto. Bem marcado, Porto Rico arriscou cinco chutes de três, mas converteu apenas um. Dentro do garrafão, Varejão e Splitter contribuíram para nova vitória brasileira, desta vez por apenas dois pontos. Desse modo, o Brasil foi para o intervalo vencendo por 36 a 28.
Foi no terceiro quarto de partida que o Brasil deslanchou, assim como aconteceu na semifinal contra o Canadá. Com o contra-ataque bem encaixado, a seleção apostou na velocidade de Leandrinho. Os porto-riquenhos já não arriscavam tanto nos tiros longos e mostravam fragilidade nos chutes de dentro do garrafão. Melhor para o Brasil que entrou na última etapa vencendo por 50 a 37.
Empurrada pela torcida que lotou o Coliseu Roberto Clemente, a seleção de Porto Rico começou o último quarto atacando com bastante ímpeto. Jogando de forma mais agressiva, os donos da casa passaram a dominar a partida e diminuíram a diferença para um ponto. Nervosos em quadra, os brasileiros tinham dificuldade para concluir com sucesso as jogadas ofensivas, mas conseguiram sustentar a vitória até o final. do Terra.com
Postar um comentário