17 janeiro 2010

Paysandu e Independente abrem o Campeonato Paraense

do Portal ORM




Depois de uma sexta-feira tempestuosa, quando o Campeonato Paraense teve a confirmação de seu começo para hoje somente tarde da noite, Paysandu e Independente farão logo mais, às 16 horas, a abertura oficial da competição. Quando as duas equipes entrarem no campo da Curuzu a competição estará, de fato, livre de qualquer interrupção por parte do tapetão. Será o pontapé inicial o Papão em busca do bicampeonato e a melhor chance do Galo de chegar a uma boa colocação.


Por mais que tenha tido uma série de atropelos, o Papão é o maior favorito ao título. Depois de começar a temporada, ainda no ano passado, com uma série de contratações equivocadas e com uma comissão técnica abaixo do que era esperado pela torcida, a diretoria teve que voltar atrás. Meteu a mão no bolso e trouxe um técnico condizente com as aspirações em 2010 e reforços de peso.


Com um elenco - enorme - e com qualidade suficiente para disputar o título com o maior rival, o Paysandu tem apenas um obstáculo nesse começo de competição: o desentrosamento. Foram apenas dez dias de treinos com o elenco completo e a maior parte desse tempo foi voltada ao condicionamento físico. Por isso os jogadores afirmam que mais do que um bom futebol, a torcida verá hoje um time aguerrido em busca dos três pontos.


'Sei que é algo difícil de pedir, mas a torcida tem que ter paciência com o time. Vamos mostrar muita garra e determinação. porque assim foram os dias de treinamento. Vamos para cima em busca dos três pontos porque será muito importante que pontuemos nessas primeiras rodadas até que o time mostre mais entrosamento', afirmou o zagueiro Rogério Corrêa.


Ele, ao lado de jogadores como Parral, Victor Hugo e Rafael Muçamba são as principais novidades do time. As demais novidades são bem conhecidas da torcida. O goleiro Alexandre Fávaro, o volante Tácio e o meia Sandro são velhos conhecidos, isso sem falar do também meia Zeziel, um dos poucos remanescentes do elenco do ano passado. Mas, é para Sandro que os olhares da Fiel estarão voltados. Fazia muito tempo que um jogador não era recebido com tanta festa por parte da torcida. Ele volta a Curuzu depois de cinco anos e os motivos da festa são bem fundamentados. Um dos pilares do time do começo da década que conquistou os maiores títulos da história do clube, o jogador volta para - provavelmente - encerrar a carreira que o projetou. Aos 36 anos ele já não tem a mesma força na marcação de outrora, por isso volta à posição em que começou a despontar na Tuna Luso, a de armador. Promete ser o amestro do meio-campo do Papão.


O Independente tentará surpreender, para tanto tentará usar do entrosamento maior que tem. Mas, se por um lado Samuel Cândido, o Papão tem a experiência de Barbieri. Foi ele quem alertou os jogadores a ficarem alertas na sexta-feira, quando o início do campeonato ainda estava incerto. 'A gente queria a estréia. Quando o professor nos passou essa informação ele nos disse para ficarmos espertos. Todos foram para suas casas e se concentraram para começar com pé direito a competição', disse o centroavante Bruno Rangel. 'Eu estava fazendo compras quando me avisaram. Ainda bem que o time é composto por jogadores experientes e todos descansaram bastante à noite', completou o volante Rafael Muçamba.


Paysandu
Alexandre Fávaro; Parral, Rogério Corrêa, Victor Hugo e Fabinho; Tácio, Rafael Muçamba, Zeziel e Sandro; Moisés (Zé Augusto) e Bruno Rangel. Técnico: Luís Carlos Barbieri.


Independente
Kanu; Lima, Roberto, Guará (Adriano) e Iranílson; Euller, Júlio César (Silva), Marçal e Diego Silva; Ró e Da Costa. Técnico: Samuel Cândido.


Local: Curuzu

Horário: 16 horas
Ingresso: R$ 20,00 (a), R$ 40,00 (cl) e R$ 50,00 (cc)

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva / Assistentes: Lúcio Ipojucan Ribeiro da Silva Mattos e José Raimundo Gonçalves Gomes / Regra-Três: Joquetam Moreira Guimarães.

Postar um comentário