11 março 2010

Real Madrid 1 x 1 Lyon- Kaká é vaiado e Real está eliminado da Copa dos Campeões

Madri (Espanha)

AFP(Gazetaesportiva.com)
Apesar do grande investimento, como em Cristiano Ronaldo (foto), o Real fracassou na Europa

A sina se manteve. Novamente, o Real Madrid fracassou na Copa dos Campeões da Europa, justamente na temporada em que a decisão será disputada no estádio Santiago Bernabéu. No início da noite desta quarta-feira, o clube espanhol ficou apenas no empate por 1 a 1 com o Lyon, da França, e decepcionou novamente o seu torcedor. O fracasso dentro de casa fez os 'Galácticos' acumularem sua sexta eliminação consecutiva nas oitavas de final do maior torneio continental entre clubes do mundo.

Classificado às quartas da Copa dos Campeões, o Lyon saberá seu adversário apenas no próximo dia 19, data em que a Uefa fará o sorteio dos confrontos. Até o momento, quatro, dois oito finalistas, são conhecidos. Além do clube francês, os ingleses Manchester United, que passou pelo Milan também nesta quarta-feira, e Arsenal, além do Bayern de Munique estão garantidos.

Abalado por mais uma derrota nas oitavas de final da Champions League, o Real Madrid tentará esquecer o fracasso e manter a liderança no Campeonato Espanhol no próximo domingo, quando terá pela frente o Valladolid. Em contrapartida, o Lyon testará suas forças pós-classificação histórica na Espanha no sábado, data em que enfrentará o Saint-Ettiéne, em busca de alcançar um lugar na zona de classificação para a Copa dos Campeões - atualmente, o time de Claude Puel ocupa a quarta colocação.

O jogo - A seriedade refletida na face dos jogadores do Real Madrid, enquanto soava o tradicional hino da Uefa Champions League, externou a forte motivação que a equipe demonstraria nos primeiros minutos. Logo após o apito inicial, Gonzalo Higuaín roubou a bola de Aly Cissokho e descolou um excelente passe para Kaká, que invadiu a área com velocidade, mas chutou no peito do goleiro francês Hugo Lloris.

Controlando a posse de bola e envolvendo o Lyon completamente, o Real Madrid não demorou para abrir o marcador. Aos cinco minutos, Guti, grande surpresa na escalação de Manuel Pellegrini, deu um lindo passe para Cristiano Ronaldo. Abusando das suas principais características, o craque português bateu os rivais na velocidade pela ponta esquerda da área e bateu cruzado, entre as pernas de Lloris. Grande festa no Santiago Bernabéu.

O placar conquistado com menos de dez minutos forçava a disputa da prorrogação. Pouco interessado e embalado pelo grande início de jogo, o Real Madrid manteve o forte ritmo e forçou grandes intervenções de Lloris. Com nove minutos, Kaká fez grande jogada pela ponta esquerda, com direito a duas 'canetas', e bateu com força. Seguro, o goleiro encaixou a bola sem menores problemas.

Somado à competência, o goleiro francês passou a contar com a sorte. Aos 25 minutos, Higuaín recebeu grande parte e, em um lance semelhante ao do gol marcado pelo argentino no amistoso contra a Alemanha, há uma semana, o atacante cortou Lloris. Com o gol completamente livre, o camisa 20, desta vez, chutou na trave.

Apresentando um jogo envolvente e veloz, os Merengues criaram outra excelente chance aos 28. Kaká tentou a jogada individual e parou na forte marcação de Cris e Reveillère. Contudo, a sobra ficou nos pés de Higuaín, que invadiu a área e bateu no canto esquerdo para defesa de Lloris. Completamente livre ao lado do argentino, Cristiano Ronaldo esbravejou com o companheiro de equipe.

Abatido desde o apito inicial, o Lyon cresceu na partida apenas na segunda metade da primeira etapa. Com 34 minutos, o argentino César Delgado recebeu cruzamento da direita, mas falhou na hora da finalização e a bola passou sobre o seu pé direito. Dessa forma, o período início de duelo terminou com um saldo 'positivo' para os franceses. Embora sofresse enorme pressão do adversário, o time do zagueiro Cris ainda seguia vivo no torneio.

Apagado dentro de campo, o Lyon promoveu duas alterações na volta do intervalo. Com o sueco Kim Kallstrom e do jovem Maxime Gonalons, os visitantes cresceram no duelo e aumentaram a tensão no Santiago Bernabéu. Logo aos três minutos, Gonalons recebeu cruzamento da esquerda e consegue o desvio de cabeça. Para felicidade de Casillas, a bola passa pouco acima do travessão.

No entanto, a equipe francesa sofria com a falta de pontaria e pouco acionou o goleiro espanhol. Somente aos nove minutos do segundo tempo, o Lyon obrigou um grande trabalho do arqueiro da Fúria. Da intermediária, Lisandro López arriscou uma bomba e viu Casillas fazer uma excelente intervenção, evitando o empate.

Bem posicionado taticamente, o Lyon passou a dominar o jogo e conseguiu algo inimaginável no primeiro tempo: o empate. Aos 30 minutos, o centroavante argentino Lisandro López recebeu belo passe dentro da área e apenas ajeitou para Pjanic, que soltou a bomba e fuzilou o goleiro Casillas. Silêncio em Madrid.

Desesperado, Pellegrini tomou uma medida drástica e deixou uma das estrelas da equipe frustrada. Logo depois do tento do Lyon, o técnico chileno tirou o brasileiro Kaká e promoveu a entrada da estrela Raúl. O camisa 10 da seleção de Dunga, por sua vez, deixou o gramado externando sua insatisfação. A tensão revelada nos gestos de Kaká assombrou o Real Madrid, que não conseguiu mais pressionar o rival. Resultado: mais um fracasso dos 'Galácticos'.

Postar um comentário