21 março 2010

Red Bull New York inaugura Arena com goleada em cima do Santos

Sem dançar, Red Bull ignora Neymar e faz 3 a 1 no Santos


New Jersey (EUA) Gazetaesportiva.com

 
Desta vez, não teve dança em campo. A versão desfalcada dos "Meninos da Vila" foi superada, e os norte-americanos preferiram vibrar de forma tradicional. Assim, mesmo sem coreografia, o Red Bull New York festejou o triunfo por 3 a 1 sobre o time reserva do Santos, reforçado por Neymar.

Em amistoso realizado na noite deste sábado, na inauguração da Red Bull Arena, em Nova Jersey (Estados Unidos), o Peixe promoveu o retorno aos gramados do goleiro Fábio Costa, que não atuava desde junho do ano passado, quando sofreu fraturas no pé direito. Mas o arqueiro não conseguiu evitar os gols dos donos da casa.

Nem mesmo a estreia do centroavante Marcel no decorrer da partida ajudou o time brasileiro a deslanchar em campo, já que o Red Bull exibiu eficiência tática para brecar o ímpeto de Neymar.
Lindpere, Mike Petke e Richards assinalaram os gols da partida, ainda no primeiro tempo. Nos minutos finais, Germano descontou para o Peixe, e a torcida até gritou 'olé' nas arquibancadas do novo estádio, que teve a carga de 25 mil ingressos esgotada.

Enquanto os reservas excursionaram pelo exterior, o time principal do Peixe atuará na tarde de domingo, diante do Ituano, pelo Campeonato Paulista. Suspenso, Neymar está fora do duelo.
O jogo: O desentrosamento atrapalhou o Santos no início da partida deste sábado, mesmo com a velocidade que os atletas de frente tentaram impor, com gritos de apoio da torcida nas arquibancadas dos Estados Unidos. Porém, o time anfitrião abriu o placar e brecou o ímpeto dos garotos.
Aos 11 minutos, Lindpere cobrou falta da meia-lua e carimbou a barreira. Mas o rebote voltou para o atacante, que não desperdiçou, batendo fora do alcance de Fábio Costa.
O Peixe ainda tentou responder com chute de Alex Sandro e dribles de Neymar, mas seguiu sem conseguir levar perigo à meta dos donos da casa. Para piorar a situação dos brasileiros, o Red Bull New York ignorou o clima de amistoso e seguiu marcando forte, sem deixar de buscar o ataque.

Aos 43, depois de cobrança de escanteio, a bola sobrou na pequena área para Mike Petke chutar para as redes. O Peixe não se encontrou em campo e ainda levou o terceiro no minuto seguinte. O jamaicano Richards recebeu na direita e soltou um foguete para acertar o ângulo de Fábio Costa.
Antes do apito do árbitro, Alex Sandro ainda tentou descontar para o Peixe, mas parou no goleiro. No intervalo, o técnico Dorival Júnior tirou Giovanni e Breitner para as entradas dos estreantes Marcel (ex-Coritiba, São Paulo, Cruzeiro e Grêmio) e Elivélton (garoto formado na base do Corinthians).
E o Peixe voltou bastante ofensivo ao segundo tempo. Neymar carregou a bola até a meia-lua e soltou um chute forte para exigir a defesa do goleiro senegalês Coundoul. Pouco depois, os jogadores do Peixe pediram pênalti sobre Zezinho, mas o árbitro ignorou as reclamações.
Nos minutos finais, até mesmo depois dos gritos de 'olé' da torcida, o volante Germano descontou de cabeça para o Santos.


Postar um comentário