21 maio 2010

ESTUDIANTES 2 x 1 INTERNACIONAL- Gol aos 43 minutos coloca Inter na semifinal da Libertadores 2010

Do correspondente Valter Junior - Porto Alegre (RS)  Gazetaesportiva.net
 


Quanto vale dois minutos? Talvez nas 24 horas do dia, 120 segundos sejam pouco tempo. Mas no futebol, duas voltas do ponteiro podem ser decisivas. 

Na Libertadores quase custou ao Inter a eliminação nas quartas de final. Em dois minutos, os colorados sofreram dois gols  do Estudiantes, na Argentina. Só que dois minutos é muito tempo no futebol. E faltando exato um par de minutos, Giuliano descontou em um chute cruzado, colocando o clube na semifinal na competição, apesar da derrota por 2 a 1. Agora, o time de Jorge Fossati enfrenta o São Paulo.

A classificação foi conquistada com suor e sangue. Suor durante os 90 minutos e sangue após o apito final do árbitro: o zagueiro Desábato, do Estudiantes, discutiu com o goleiro Pato Abbondanzieri. O que era discussão virou briga e em poucos segundos os jogadores dos dois times trocavam socos no gramado.
100103536, LatinContent/Getty Images /LatinContent Editorial
Desábato já havia se envolvido em confusão com brasileiros antes. Em 2005, quando defendia o Quilmes, o zagueiro foi acusado de racismo por Grafite, que jogava no São Paulo.

O Inter não foi um time ousado ou que tenha buscado a vitória desde o começo, mas no geral esteve atento ao jogo, em mais um confronto parelho, como havia sido em Porto Alegre na vitória gaúcha por 1 a 0. Só que entre os 19 e os 21 minutos do primeiro tempo a equipe apagou, desligou, fechou os olhos para o campo. Os Pincharratas se aproveitaram.
100102814, LatinContent/Getty Images /LatinContent Editorial
Primeiro Verón teve espaço. Buscou jogo no seu campo, achou González livre na área colorada para marcar o primeiro. Depois, a defesa olhou a cobrança de lateral e Pérez acertou o ângulo de Abbondanzieri.

Só que o Inter, mesmo com todos os seus problemas, mesmo atuando maior parte do jogo com somente um homem de frente, o Inter lutou. O Colorado não tem Verón, mas tem Andrezinho.

Aos 43 minutos, o meia deu um tapa para Giuliano tocar para dentro do gol. Se o time de Jorge Fossati quase estragou tudo em dois minutos, Giuliano resolveu a situação a 120 segundos do fim do tempo regulamentar. No futebol, dois minutos é muito tempo. Tempo suficiente para colocar o Inter na semifinal da Libertadores.



Postar um comentário