28 fevereiro 2011

Já estão definidos os confrontos das semifinais do primeiro turno do Campeonato Paraense 2011

Já estão definidos os confrontos das semifinais do primeiro turno do Campeonato Paraense 2011. Após sete jogos, Clube do Remo, Paysandu, Independente Tucuruí e Cametá conseguiram classificação às finais da Taça Cidade de Belém. Na última rodada, o Leão conseguiu a primeira colocação do torneio e agora joga pelo empate para levantar o título do turno.
O Remo irá enfrentar o Cametá, quarto colocado, enquanto que o Paysandu jogará contra o Independente, que ficou em terceiro lugar.

Confira os confrontos das semifinais do Parazão:
Independente Tucuruí x Paysandu        09/03   QUA 20h30    Estádio Navegantão
Cametá x Clube do Remo                         10/03   QUI  20h30     Estádio Parque do Bacurau
Paysandu x Independente Tucuruí       12/03    SAB 16h         Estádio da Curuzu       
Clube do Remo x Cametá                        13/03   DOM 16h          Estádio Baenão   
        
SÃO RAIMUNDO X PAYSANDU

O Paysandu vinha de uma vitória por 3 a 2 sobre o Penarol (AM), pela Copa do Brasil, e precisava manter o bom momento, também, no Campeonato Paraense. Uma vitória sobre o São Raimundo eliminava, de vez, as críticas junto ao técnico Sérgio Cosme e o seu setor defensivo. Além do mais, a manutenção do primeiro lugar na tabela de classificação deixava o Papão tranqüilo nas semifinais, jogando por dois empates.
O primeiro grande lance do jogo surgiu através do Papão. Aos cinco minutos, Mendes perdeu gol claro. Entretanto, aos 14 minutos, o time da capital paraense tinha mais uma chance de abrir o placar. O meio-campo Alex Oliveira foi derrubado na área. Pênalti. Na cobrança, Mendes fez 1 a 0. Dois minutos depois, Mendes deixou a sua marca novamente, mas, erradamente, o assistente desmarcou o gol.
A partir daí, o São Raimundo cresceu na partida. Em jogada pela direita, o lateral-direito Sidny salvou o chute de Leandro Guerreiro. O meia Renato Medeiros, mais uma vez, desequilibrava à favor do Pantera. E de tanto pressionar, os santarenos chegaram ao empate. Com 33 minutos, o atacante Sató se redimiu da penalidade que fez: 1 a 1. Porém, na bola parada, o Paysandu ficou novamente na frente. Mendes recebeu cruzamento do zagueiro Ari e fez mais um: Paysandu 2 x 1 São Raimundo.
Para o segundo tempo, o Paysandu voltou a ser aquele time ruim no setor defensivo. Aos cinco minutos do segundo tempo, o atacante Sató aproveitou falha da zaga do bicolor e, novamente, empatou o embate: 2 a 2. O bicola ainda tentou responder com um chute de Rafael Oliveira, jogador apagado em todo o jogo. Contudo, Labilá fez grande defesa.
Na bobeada da zaga, o Pantera se aproveitou. Aos 35 minutos, o atacante Leandro Guerreiro marcou contra o Papão: 3 a 2. A partir daí, os santarenos só fizeram segurar o resultado. Ao final do jogo, o técnico Sérgio Cosme e alguns jogadores do Paysandu foram para cima do árbitro Marco Antônio da Silva Mendonça, alegando algumas irregularidade.

Ficha Técnica:
São Raimundo: Labilá; Rodrigo, Rodolfo, Thiago Junior e Rafael; Jardel, Daniel, Renato Medeiros (Aldivan) e Thiago (Kamar); Sató e Leandro Guerreiro.
Técnico: Charles Guerreiro.
Paysandu: Ney; Sidny, Ari, Hebert e Bryan (Zé Augusto); Alexandre Carioca, Billy, Alex Oliveira e Sandro (Vanderson); Mendes (Heliton) e Rafael Oliveira.
Técnico: Sérgio Cosme.
Local: Estádio Jader Fontenelle Barbalho (Barbalhão)
Árbitro: Marco Antônio da Silva Mendonça.
Cartão amarelo: Sató, Labilá e Thiago Carvalho (SÃO); Billy, Alex Oliveira e Sidny (PAY).
Cartão vermelho: Alex Oliveira (PAY).
Renda: R$ 26.065 mil.
Público pagante: 1.791 torcedores.

REMO X INDEPENDENTE
Para o Remo, só a vitória interessava. Com isso, ‘secaria’ o maior rival, Paysandu. Caso o bicolor empatasse ou perdesse seu jogo para o São Raimundo, com um resultado positivo o Leão garantiria a primeira colocação no torneio. Para isso, o time de Paulo Comelli precisava passar pela falta de entrosamento, já que a equipe estava com cinco modificações.
Com a bola rolando, o Independente Tucuruí conseguiu dominar as ações no meio-campo. Eram cinco jogadores na meiuca e apenas um atacante de ofício, o serelepe Joãozinho. O ex-azulino Gian cobrou falta com primazia e levou perigo à meta do goleiro Léo Rodrigues. Logo em seguida, o Galo perdeu mais duas grandes oportunidades de sair na frente.
O Remo se perdia em campo e só levava grande perigo nas bolas alçadas na área. Em uma delas, Ró recebeu cruzamento de Edinaldo e, por pouco, não fez o seu gol contra seu ex-clube. Na pressão, o Independente respondeu com Marçal, que passou pelo arqueiro rival. A bola só não balançou as redes porque o zagueiro Diego Barros salvou debaixo do gol.
Na volta dos vestiários, o Remo voltou com outra postura. Logo aos 30 segundos do segundo tempo, Ró chutou forte e o goleiro Evandro fez bonita defesa. Em seguida, Max Jarí atrapalhou o que seria o gol de Fininho. Na base do contra-ataque, quase o Independente deixa o seu com Joãozinho. O goleiro Léo Rodrigues salvou o lance. Aos 32 minutos, um golaço. Fininho recebeu pela esquerda e não desperdiçou, levantando o torcedor remista: 1 a 0, placar final.

Ficha Técnica:
Clube do Remo: Léo Rodrigues; Elsinho, Diego Barros, Rafael Morisco e Edinaldo; San, Mael, Léo Franco (Rafael Granja) e Fininho (San); Ró e Adriano Pardal (Max Jarí).
Técnico: Paulo Comelli.
Independente Tucuruí: Evandro; Neto, Guará, Marraketi e Fábio; Adenísio, Carlos (Edilson), Thiago Floriano (Moisés) e Gian (Cafú); Marçal e Joãozinho.
Técnico: Sinomar Naves.
Local: Estádio Evandro Almeida (Baenão).
Árbitro: Nelson Casemiro Lobo Montão.
Cartão amarelo: Rafael Morisco, Diego Barros, Edinaldo e Mael (REM); Gian, Marraketi, Thiago Floriano e Marçal. (IND).
Cartão vermelho: Edilson (IND).
Renda: R$ 35.985 mil.
Público pagante: 3.454 torcedores.
Público total: 4.239 expectadores.

CAMETÁ X TUNA LUSO

Tuna Luso e Castanhal entravam em campo na briga pela última vaga das semifinais do Campeonato Paraense 2011. Quem vencesse conseguiria chegar à fase seguinte do principal torneio futebolístico do estado. Para isso, era necessário vencer. Em caso de empate e, dependendo do resultado de Águia de Marabá x Castanhal, os dois poderiam ‘morrer abraçados’.
No primeiro tempo, poucas oportunidades claras de gol. O Cametá jogava com o apoio do seu torcedor e pressionava a Tuna. Tanto, que aos 18 minutos o volante Wilson chutou forte e abriu o placar contra a Cruz de Malta: 1 a 0. Após levar o gol, a Águia Guerreira do Sousa cresceu na partida e teve bons momentos, como o chute do atacante Adriano Miranda.
A Cruz de Malta empatou aos 19 minutos do segundo tempo, quando o zagueiro Bruno Oliveira aproveitou cobrança de escanteio: 1 a 1. Aos 30 minutos, o atacante Leandro Cearense marcou, de pênalti, colocando o Mapará na frete pela segunda vez no embate. Mas, oito minutos depois, o volante Dudu bateu falta para deixar o jogo empatado: 2 a 2.

ÁGUIA DE MARABÁ X CASTANHAL

Águia de Marabá e Castanhal entravam em campo precisando quase que de um ‘milagre’ pela classificação à semifinal do Parazão desta temporada. Além da vitória por uma boa margem de gol, ainda precisavam de um empate entre Cametá e Tuna Luso. Jogando dentro de casa, o Azulão tinha a oportunidade de conseguir um bom resultado após o empate em 1 a 1 com o Brasiliense (DF), pela Copa do Brasil.
Aos 30 minutos do primeiro tempo, o meio-campo Fabrício aproveitou sobra e fez o seu primeiro gol com a camisa do Águia. Na segunda metade da partida, o Japiim  empatou o jogo. Aos 27 minutos, o atacante Josa Madureira fez um bonito gol contra o Águia: 1 a 1.

Resultados da última rodada do 1° turno do Campeonato Paraense 2011.
São Raimundo 3 x 2 Paysandu        27/02      DOM   16h      Estádio Barbalhão
Águia de Marabá 1 x 1 Castanhal    27/02       DOM   16h      Estádio Zinho Oliveira
Cametá 2 x 2 Tuna Luso                27/02       DOM   16h      Estádio Parque do Bacurau
Remo 1 x 0 Independente Tucuruí   27/02       DOM   16h      Estádio Baenão
(Gustavo Pêna, DOL)
Postar um comentário