17 maio 2011

Gilmar Rinaldi lamenta aperto financeiro vivido por Müller

 Do Terra.com.br
Companheiro de Müller no São Paulo, o ex-goleiro Gilmar Rinaldi não escondeu a tristeza ao saber do momento delicado financeiramente que vive atualmente o ex-atacante. Em seu Twitter, o hoje empresário lamentou o período difícil do antigo colega, mas falou em oferecer ajuda.
"Acompanhei de perto toda a evolução deste extraordinário jogador. Fiquei muito triste com o que assisti, não consigo entender como alguns jogadores não entendem que isso (carreira futebolística) é apenas um sonho, e acaba um dia", escreveu Gilmar, lembrando a reportagem exibida no sábado pela TV Record sobre Müller, que vive com o ex-parceiro de São Paulo, Pavão.
Müller disse ter gasto grande parte do dinheiro que recebeu ao longo de sua trajetóriade sucesso no futebol. Para Gilmar, o fato é comum entre os boleiros, que muitas vezes não se dão conta de que a carreira acaba relativamente cedo para um atleta. E alertou para o fato de que o ex-atacante de São Paulo, Palmeiras, Santos, Corinthians, Torino (da Itália) e tetracampeão do mundo em 1994 pela Seleção Brasileira não será o último a passar por apertos quando deixar os gramados.
"O dinheiro que se ganha na época em que jogamos deveria durar toda a vida, mas alguns preferem viver um período intenso. Só que depois... Um jogador se aposenta em média com 35 ou 37 anos, e tem uma vida toda pela frente, sem entrada de dinheiro, só saída. A vida continua, e na maioria das vezes não estão preparados para fazer outra coisa. E o dinheiro acaba. Não é o primeiro e não será o último", destacou.
Gilmar, entretanto, se mostrou disposto a oferecer ajuda a Müller, e disse acreditar que outros que conviveram com o ex-atacante poderão ser solidários. "Tenho certeza de que todos que jogaram com ele no início no São Paulo e em outros times, se puderem, vão tentar fazer algo para ajudar. Eu inclusive", concluiu.

Postar um comentário