18 outubro 2011

Remo e Tuna: clássico histórico



O jogo de hoje à noite, 20h30, no Baenão, entre Remo e Tuna Luso, possui mais semelhanças do que diferenças entre os rivais. São duas equipes que reiniciam do marco zero, depois do fracasso na temporada 2011. Ambas, sem a mesma moral do passado tanto no cenário local, como nacional, tentam reescrever suas histórias, agora, com tinta de caneta feita em casa e com os pés no chão. A base dos dois times é formada por jogadores prata da casa, mesclados com profissionais do âmbito regional.

O planejamento de uma era marcada por dificuldades financeiras: sem disputa de grandes competições, não há grandes patrocínios. Restou recorrer à mesma fórmula, em busca do mesmo objetivo: voltar a justificar serem chamados de grandes. O Leão nos amistosos pelo interior do Estado em preparação à temporada decisiva do ano que vem; a Águia na primeira fase do Campeonato Paraense, que começa já no próximo dia 23.

Depois de duas vezes adiados, a ansiedade para disputar o amistoso aumentou nos dois lados. Os azulinos, pela dificuldade, já avaliaram o jogo como o primeiro de 2012. Os cruzmaltinos, por sua vez, o classificam como fundamental no aquecimento para a competição que irão enfrentar, já a partir desse fim de semana.

A fidelidade de suas torcidas continua sendo o porto seguro para as duas agremiações seguirem em frente até a superação. E eles, com certeza, estarão por lá pelo Baenão, a partir das 20h30, quando a bola rola. Mas, muitos ainda chegarão mais cedo, a partir das 18h, para ver jogadores do passado, como Mesquita, Ageu Sabiá, Mazinho, para relembrarem que continua valendo a pena torcer por Remo e Tuna. Afinal, a única diferença entre as duas torcidas são as cores, pois o apoio é o mesmo de sempre. (Diário do Pará)
Postar um comentário