29 novembro 2011

Tuna Luso 3 x 1 Castanhal - A resenha do jogo que clasificou a Águia do Souza

 Do Portal ORM
 
Tuna luso mantém a boa fase e derrota o Castanhal em uma partida com domínio total da equipe de Belém

Tuna Luso segue invicta na primeira fase do Campeonato Paraense - Taça Aclep. Na manhã de ontem, jogando no Francisco Vasques, venceu o Castanhal, por 3 a 1, garantindo com uma rodada de antecipação sua classificação para fase principal do Parazão 2012. A Lusa chegou aos 14 pontos, com quatro vitórias e dois empates. Na última rodada, recebe o Sport Belém apenas para sacramentar o título da etapa.

A classificação foi muito comemorada pela torcida, jogadores e comissão técnica. Na oportunidade, o técnico Samuel Cândido fez um apelo à comunidade portuguesa pedindo união de todos em torno do clube para não deixarem mais a Águia do Souza fora da elite do futebol estadual. ‘’Neste momento em que todos estão comemorando, seria muito valioso firmar uma união de grupo. A Tuna é muito forte e grande demais para ficar abaixo dos outros’’, conclamou.

Apesar do placar de 3 a 1, o jogo não foi fácil para os tunantes, que só conseguiram abrir o marcador com o zagueiro Rubran, aos 36 minutos do primeiro tempo. Em um rápido contra-ataque pela esquerda, o ala Emerson Fitti alçou bola para área e o defensor cruz-maltino foi mais vivo que os castanhalenses e cabeceou na saída do goleiro Labilá.

O Japiim da Estrada, que começou a partida jogando na retranca, precisou sair para o ataque e criou dois lances de perigo ao gol de Alan. No primeiro, o chute de Hélcio foi fraco demais e, no segundo, Marquinhos bateu por cima.

No segundo tempo, as coisas começaram bem para time tunante que logo há um minuto e meio fez 2 a 0, com Emerson Fitti, também de cabeça. Depois de um cruzamento de Analdo, que passou por Charles, o lateral apareceu sozinho no segundo pau e testou firme, sem chances para Labilá.

Com a vantagem de dois gols, a Lusa passou a administrar o jogo, deixando o Japiim atordoado em campo. O técnico do Castanhal, Fernando Silva, ainda com esperança de inverter o quadro, resolveu fazer uma mudança tática. Ele trocou laterais por atacantes e o time auri-negro começou a dar trabalho à defesa da Águia do Souza. Foi aí que entrou em cena o goleiro Alan, com pelo menos três grandes defesas - a mais difícil delas em um chute à queima-roupa de Michell.

Após tanta insistência, o Castanhal encontrou o caminho do gol tunante. Aos 40 minutos, numa falha da zaga lusa, o atacante Hélcio não desperdiçou e tocou no canto direito de Alan. Mas o fogo castanhalense foi logo apagado pelo balde de água fria jogado pelo atacante Cassiano, que havia entrado no lugar de Charles, e na sua primeira participação no jogo marcou o terceiro tento da Tuna.

A derrota deixou o Castanhal em situação de perigo. Mesmo com sete pontos ganhos. O Japiim agora recebe o Parauapebas, em casa, e a Tuna joga contra o Sport Belém, no Souza.

Confusão - Após o apito final, houve um princípio de tumulto provocado pelo meia-atacante Santiago, do Castanhal. O jogador reclamou de uma cotovelada que teria levado do atacante Jean Sá, da Tuna. A Policia Militar foi acionada para conter os mais exaltados.


TUNA

Alan; Hélder (Diego), Max Melo e Rubran; Sinésio, Euller, Analdo, Diego Silva e Emerson Fitti: Charles (Cassiano) e Rodrigo. Técnico: Samuel Cândido.

CASTANHAL

Labilá; Tiago, Preto Barcarena (Abimael), Preto Marabá e Souza; Lê, Sandro (Jean), Santiago e Michel; Hélcio e Marquinhos Izabelense(Jaílson). Técnico: Fernando Silva.

Local: Souza (Belém)

Renda: R$4.230, 00

Público: 523 pagantes

Árbitro: Cláuber José Miranda

Cartões amarelos: Rubran e Sinésio (Tuna); Sandro (Castanhal).

Gols: Tuna 1 a 0 - Rubran - 36’ do 1º tempo / Tuna 2 a 0 - Emerson Fitti - 1’30’’ do 2º tempo / Castanhal 1 a 2 - Hélcio - 40’ do 2º tempo / Tuna 3 a 1 - Cassiano - 42’ do 2º tempo.

Postar um comentário