05 abril 2012

Mano vai chamar??

Raphael Martins
Rio de Janeiro (RJ)
A noite de Kaká. Assim foi a goleada por 5 a 2 do Real Madrid sobre o Apoel Nicósia, nesta quarta-feira, no Santiago Bernabéu, que classificou o time merengue para enfrentar o Bayern de Munique nas semifinais da Liga dos Campeões. Se Mano Menezes assistiu a este jogo, ele deve imediatamente rever os seus conceitos sobre o camisa oito madridista.
Atuando os 90 minutos, Kaká provou que continua sendo um craque e, acima de tudo, útil à equipe. Tramando jogadas pelo lado esquerdo com Marcelo e Cristiano Ronaldo, o meia levou à loucura a fraca defesa do time cipriota. Isso sem falar na arrancada que resultou na falta, cobrada pelo português no lance do terceiro gol do Real.
O desempenho do trio pela canhota transformava o setor no mapa da mina. Tanto foi que o primeiro gol do Real Madrid saiu por ali. Marcelo cruzou e Cristiano Ronaldo abriu o marcador.
A partida se desenhava bastante tranquila para os merengues. O Apoel não conseguia acertar dois passes, pois além do nível técnico mais baixo era um time que pisou no Bernabéu já sabedor do seu destino de eliminado. As quartas de final já foram um prêmio para o primo pobre desta Liga dos Campeões. Com meia hora de jogo, o Real Madrid tinha 71% de posse de bola e dado oito chutes a gol contra nenhum de seu adversário.

Kaká teve grande atuação contra o Apoel (Foto: Feliz Ordonez/Reuters)

Pela esquerda, os madridistas continuavam infernizando a defesa amarela. Kaká era consciente de que a noite em Madri deveria ser dele, e mostrou isso para o mundo inteiro quando acertou uma bomba no ângulo do goleiro Pardo. Um lance com a assinatura do camisa oito, puxadinha para o lado direito e a bola dentro das redes. Empolgado, três minutos depois, o brasileiro acertou a trave esquerda em outro belo arremate.
A intensidade do jogo do Real Madrid caiu bastante no segundo tempo. Tanto que permitiu uma pequena pressão do Apoel, que conseguiu marcar o seu golzinho de honra através de Manduca. O atacante brasileiro pode contar aos netos que um dia marcou um tento no Santiago Bernabéu, sobre um dos melhores times de todos os tempos.
O gol empolgou o time cipriota, que quase chegou ao empate em um disparo cruzado de Charalambides. O Real Madrid sentiu que era momento de voltar ao jogo. Kaká foi o responsável por puxar o time com uma de suas arrancadas tradicionais, que terminou em falta cometida por Poursaitidis. Cristiano Ronaldo fez a cobrança e marcou um golaço.
Porteira aberta e Callejón anotou o quarto gol. O Apeol ainda fez o segundo com Solari cobrando pênalti, mas o Real Madrid fez o quinto gol com Di María logo em seguida.
Goleada à parte, o melhor da noite foi ver o renascimento de um craque. Kaká se firmou na equipe, respondeu àqueles que ainda duvidavam de seu talento e deu um recado claro ao treinador da Seleção Brasileira. Repetindo, se Mano Menezes assistiu a Real Madrid x Apoel, seria aconselhável que ele mudasse um pouco seus conceitos nas próximas convocações.
FICHA TÉCNICA
REAL MADRID 5 x 2 APOEL NICÓSIA
Local: Santiago Bernabéu, Madri (ESP)
Data-Horário: 04/04/2012 - 15h45 (de Brasília)
Árbitro: Gianluca Rocchi (ITA)
Auxiliares: Luca Maggiani (ITA) e Elenito di Liberatore (ITA)
Cartão amarelo: Poursaitidis (APO)
Cartões vermelhos: Nenhum
Gols: Cristiano Ronaldo 26'/1ºT (1-0), Kaká 37'/1ºT (2-0), Manduca 21'/2ºT (2-1), Cristiano Ronaldo 30'/2ºT (3-1), Callejón 34'/2ºT (4-1), Solari 36'/2ºT (4-2), Di María 38'/2ºT (5-2)
REAL MADRID: Casillas, Sergio Ramos, Varane, Pepe e Marcelo (Callejón, intervalo); Sahin, Granero (Albiol 20'/2ºT), Altintop, Kaká e Cristiano Ronaldo; Higuaín (Di María 8'/2ºT) - Técnico: José Mourinho.
APOEL NICÓSIA: Pardo, Poursaitides, Paulo Jorge, Kaká e William Boaventura; Nuno Morais, Hélio Pinto (Satsias 32'/2ºT), Charalambides, Marcinho e Manduca (Adorno 22'/2ºT); Ailton (Solari 24'/2ºT) - Técnico: Ivan Jovanovic.


Leia mais no LANCE!




Postar um comentário