13 julho 2012

Pirão de açaí

Sempre que posso eu tomo  açaí ou melhor, Pirão de açaí.

Como nao tem a fofa legitima do  paraense, me viro com aquele cuizinho comprado nas lojas de produtos brasileiro aqui no Japão. Na falta dela ,mando o arroz  para dentro da cuia japonesa, a cuia japonesa que refiro tem sido aquela na qual tomamos misoshiro.

Existe uma coisa que todo e qualquer caboco paraense não esquece, são os sabores paraoara.

Pode ser que o primo viva quinhentos anos distante de casa...mas esquecer o gosto de um Pirão de açaí. Nunca! nada contra os caras que enfiam flocos, banana e etc... dentro - mas a farinha tem o seu valor- e acompanhado de uma camarão  seco ou charque.... é paidégua demais

Depois de se empaturrar com o  Pirão de açaí , nada melhor do que curtir a murrinha que toma conta do corpo em uma boa rede e na falta dela eu me emboleto no futon.é paidégua demais

Não lembro exatamente quando eu encontrei as lojinhas de  vendas de açaí aqui pelos lados de Tóquio e Kanagawa mas já faz um bom tempo.. nao havia essa febre toda por ele e somente a turma de academia costumava consumir o mesmo.A empresa importadora tem um nome bem sugestivo Fruta Fruta.

Afinal de contas alem do  açaí, eles tem cupu, acerola e etc....

Nos últimos anos o açai vem sendo consumido de um forma assustadora no mundo e isso me deixa preocupado... os preços disparam em Belém e afeta os menos afortunados, aqueles que precisam do açaí não como suprimento .Mas sim como um alimento de primeira necessidade.

 Seria bom que essa moda fosse passageira, mas infelizmente o nosso amado Pirão de açaí, corre riscos.

E foi com o  açaí power que as meninas do time femenino de futebol japonês se tornou Campeão Mundial. Acreditem! não se trata de potoca.

Agora da um tempo que eu vou armar a baladeira...







Postar um comentário