24 outubro 2013

Atletas azulinos

K25 mil,30 mil... Os números do sub-20 do Remo foram espetaculares em todos os sentidos. Foi um ano de muitas decepções para os azulinos,sem o caneco do estadual e sem uma competição Nacional para disputar, viraram um time sem série.

Mas havia a molecada do sub-20 para encher a torcida de sonhos e esperanças . Primeiro foi a Copa Norte,a medida que os moleques cresciam na relva, as arquibancadas respondiam. O título do torneio ficou pelo Baenão e foi comemorado com êxtase nunca vista.

Com a Copa Norte nas prateleiras , a molecada aumentava a responsabilidade no objetivo seguinte, a Copa do Brasil.

Dois adversários pesados na categoria foram eliminados-Vitoria(BA) e Flamengo- as forças  vinda das bancadas criaram um clima contagiante e parecia aos olhos de todos que em casa o time azulino seria imbativel.

A casinha seguinte tinha o Criciuma para ser ultrapassada, na ida o Remo chegou a estar na frente por 2-1, mas nao resistiu e tomou a virada em 3-2. Nao foi nada,nada, em casa a coisa seria diferente.

Podia ser sim. Mas os sonhos dos moleques acabaram se tornando uma escadinha para a diretoria do clube que vive sempre encurralado por dividas e escasso dinheiro. O futuro virou uma aposta presente.

Em vez de 4-4-2,4-3-3 ou qualquer outro esquema, eles passaram a pensar somente a olhar para as bancadas, ai viam 200 mil...300 ..o imediatismo pulou a frente.

E foi no meio dessa nuvem ,que os moleques foram para cima do Criciúma, de peito aberto e acreditando em suas próprias pernas,aliada a força vindo da bancada. Nao deu certo.

O Remo saiu derrotado e eliminado da Copa Brasil 2013. Os cofres combalidos se encheram da preciosa prata. Os meninos neste momento nao sabem explicar o que aconteceu- deram o seu melhor- o futuro incerto no mundo da bola vai se aproximar de muitos deles e as muitas promessas serão esquecidas.

Irão sobrar os grandes momentos vividos por eles ,estarão nas páginas de jornais, no you tube, nas fichas técnicas . Irão guardar pra sempre os aplausos dos seus enlouquecidos adeptos , que juntos jogaram os noventa minutos. 

Terão uma história para contar. A do dia em que o palco da vida adulta,lhe mostrou o primeiro ato, dos muitos que virão.Os verdadeiros atletas azulinos fizeram a sua parte.


Foto Carlos Fellip ( Portal ORM)
Postar um comentário