12 dezembro 2009

Rodadas do parazão mostram equilibrio




Acidente de percurso, instabilidade e ascensão. Essas situações definem, respectivamente, as situações de Independente Tucuruí, Tuna Luso e Cametá na primeira fase do Campeonato Paraense 2010. Os interioranos vivem situações parecidas na competição, porém com ligeiro crescimento dos cametaenses na reta final. Já a Elite do Norte tem apenas dois dias para os “puxões de orelha” até a partida do fim de semana.

Um sinal de alerta. Assim pode ter servido o empate em 0 a 0 que o Bragantino conseguiu arrancar do Independente dentro do Navegantão. “O que aconteceu foi um acidente de percurso. Desperdiçamos várias oportunidades. O que importa é que vamos alcançar o nosso objetivo de classificar”, explicou o técnico Samuel Cândido.

E a Tuna? A Águia parecia que, enfim, “ressurgiria das cinzas”. Porém, a derrota por 2 a 0 para o Santa Rosa ascendeu um sinal de alerta na Vila Olímpica. “Estamos nos ajeitando. A Tuna continua no G4 e não vejo grandes dificuldades para nossa classificação. Me reuni com a comissão técnica para mostrar que confio no trabalho do Lucena e do plantel. Esse é um momento de reflexão”, definiu o presidente luso, Fabiano Bastos.

No topo. Assim está o Cametá, que na rodada passada conseguiu a liderança do Parazão. Desde o início do torneio, o técnico Artur Oliveira já exaltava o crescimento da equipe. “Temos um grupo unido e muito bom para buscar os objetivos”, disse. A força do clube está nos atacantes Juliano César e Hallace, no volante Analdo, entre outros. 

(Diário do Pará)
Postar um comentário