19 março 2010

Santos dá show em jogo treino e elimina o Remo no Mangueirão





(do terra.com)
O Santos esqueceu rapidinho a derrota de domingo para o Palmeiras pelo Campeonato Paulista. Nesta quinta-feira, em confronto isolado válido pela segunda rodada da Copa do Brasil, o time foi a Belém e derrotou o Remo por 4 a 0, eliminando o adversário paraense da competição e assegurando uma das vagas paras as oitavas de final.

Em mais uma apresentação inspirada de de Neymar, Paulo Henrique Ganso e companhia, o Santos esbanjou seu festival de dancinhas e assegurou sua presença entre os 16 remanescentes da Copa do Brasil. O time foi apenas a segunda equipe a avançar para as oitavas, já que o Fluminense derrotou o Uberaba por 2 a 0 na véspera, em jogo no Triângulo Mineiro, e também passou para as oitavas.


O Remo começou dando a impressão de que poderia ser páreo duro para o Santos, que atuou sem Robinho. Aos 7min, Hellinton cruzou para a área pela esquerda, mas o goleiro Felipe afastou e contou com o zagueiro Durval para completar o corte. O mesmo Hellinton tentou outros dois cruzamentos, aos 10min e aos 18min - o primeiro foi cortado perigosamente por Pará, que mandou a bola na rede pelo lado de fora, enquanto o segundo passou por cima do gol de Felipe.
Os bons momentos remistas pararam por aí. Logo aos 21min, em seu primeiro lance de ataque, o Santos abriu o placar. Após receber de Paulo Henrique Ganso pela direita, Marquinhos acertou um belo passe na esquerda para Neymar, que invadiu a área pela esquerda e bateu para fazer 1 a 0. Na comemoração, seguindo a onda das dancinhas, Neymar e companhia inventaram a "dança da estátua", parando rente à bandeirinha de escanteio.
A partir daí, os santistas se viram no controle do jogo, e passaram a tocar bola com categoria no ataque. E após duas boas chances, com o goleiro Adriano defendendo os chutes de Ganso aos 23min e Marquinhos aos 31min, o time paulista fez o segundo gol - e que gol. Em "voo solo" aos 41min, Neymar recebeu na direita, deixou o zagueiro Raul para trás, invadiu a área, driblou o goleiro pela esquerda e parou para esperar os companheiros na área. André apareceu, e apenas escorou o cruzamento do camisa 17 para fazer 2 a 0.


Para o segundo tempo, a única mudança do Santos foi nas camisas, agora brancas para não confundir seu uniforme listrado com o azul marinho do Remo. De resto, o time de Dorival Júnior continuou com o mesmo futebol ofensivo, fazendo 3 a 0 logo aos 3min, com André entrando pela direita após o passe de Neymar e batendo cruzeiro na saída de Adriano. Na comemoração, mais dancinha.



O Remo até teve a chance de diminuir o prejuízo e iniciar uma reação aos 9min, em pênalti cometido por Edu Dracena sobre Gian. No entanto, Marciano foi para a cobrança e acertou o travessão de Felipe. O Santos, que apenas administrava o resultado, esteve perto de marcar o quarto gol aos 23min, em chute cruzado de André pela direita - a bola passou por cima do gol de Adriano, passando rente ao travessão.

Com o jogo já decidido, quem teve um pênalti desta vez foi o Santos - aos 36min, Raul derrubou Maikon Leite na área. Na cobrança, Neymar deslocou o goleiro Adriano com uma paradinha e bateu com tranquilidade no canto oposto, marcando o quarto. Era o fim da linha para os azulinos, que não conseguiram mais esboçar qualquer reação ou ameaça ao gol do santista Felipe.
Classificado, o Santos decidirá uma vaga nas quartas de final contra o vencedor do duelo entre Fortaleza e Guarani. Os dois times se enfrentarão no dia 31 em Campinas, onde o time cearense tentará fazer valer a vantagem de 2 a 0 que construiu no jogo de ida, na quarta-feira, em Fortaleza.



FICHA TÉCNICA
Remo 0 x 4 Santos
Gols
Santos: Neymar, aos 21min do primeiro tempo e aos 36min do segundo tempo, e André, aos 41min do primeiro tempo e aos 3min do segundo tempo
Ponto Forte do Remo
No começo da partida, o atacante Hellinton deu a impressão de que poderia oferecer risco à defesa santista
Ponto Forte do Santos
A dupla formada por Neymar e André estava mais uma vez inspirada
Ponto Fraco do Remo
Em uma defesa frágil, o zagueiro Raul se destacou: perdeu na corrida para Neymar no segundo gol do Santos e cometeu o pênalti no quarto
Ponto Fraco do Santos
Ao longo de boa parte do segundo tempo, o time mostrou displicência e se acomodou com a vantagem
Personagem do jogo
Neymar, com dois gols e duas assistências, decidiu a partida
Lance polêmico
Em dividida duvidosa na área, Edu Dracena chegou mais forte em Gian. A arbitragem deu pênalti para o Remo, mas Marciano não aproveitou.
Esquema Tático do Remo
4-4-2
Adriano; Índio, Pedro Paulo, Raul e Paulinho; Danilo Mendes, Ramon, Fabrício Carvalho (Otacílio) e Samir; Marciano e Helliton (Gian). Técnico: Sinomar Naves
Esquema Tático do Santos
4-4-2
Felipe; Wesley, Edu Dracena, Durval e Pará; Rodrigo Mancha, Arouca, Marquinhos (Rodriguinho) e Paulo Henrique (Maikon Leite); Neymar e André (Madson). Técnico: Dorival Júnior
Cartões Amarelos
Remo: Pedro Paulo, Raul e Gian
Santos: Marquinhos, Durval e Rodrigo Mancha
Árbitro
Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Local
Mangueirão, em Belém
Postar um comentário