23 janeiro 2011

Águia de Marabá 1X1 Tuna Luso ,empate foi lucrativo

Deu empate na partida de abertura do Campeonato Paraense 2011. O Águia de Marabá saiu no lucro no resultado de 1 a 1 com a Tuna Luso Brasileira. Melhor em campo, os lusos mereciam a vitória na noite deste sábado (22), dentro do estádio Zinho Oliveira, em Marabá. Patrick, ex-Remo, abriu o placar aos 34 minutos do primeiro tempo, enquanto que Negreti deixou tudo igual aos 13 minutos da segunda metade do jogo.
Início de Campeonato Paraense 2011. Tuna Luso e Águia de Marabá entraram em campo na busca de iniciar a competição com uma vitória. Se os marabaenses buscavam deixar o ‘quase’ para trás após a perda do título em 2010 para o Paysandu, os belenenses precisavam mostrar que possuíam condições de disputar o Parazão com igualdade, voltando a ser a terceira força do futebol estadual.
Águia de Marabá e Tuna Luso empatam em 1 a 1 (Foto: Arte: Vinicius Passos)
Final de partida: Águia de Marabá 1 x 1 Tuna Luso (Foto: Arte: Vinicius Passos)

Com a base da temporada passada, o Águia começou em cima. Logo aos dois minutos de partida, o experiente atacante Torrô levou perigo em chute pela esquerda. Defesa providencial do goleiro Adriano. Aliás, o ex-arqueiro do Clube do Remo evitou o pior em diversas oportunidades. Lenta, a Lusa não conseguia sair do campo de defesa, fato que facilitava as investidas contrárias.
Contudo, a partir dos 15 minutos, a Águia Guerreira cresceu no jogo e equilibrou as ações. A boa participação do meio-campo Elton, juntamente com o total desentrosamento do Azulão, fez com que a Cruz de Malta tivesse as melhores oportunidades de abrir o placar. Mas quem fez o primeiro gol do Estadual foi o Águia. Após falha de Negreti, Torrô finalizou. Aos 34 minutos, depois de boa defesa de Adriano, o atacante Patrick não desperdiçou: 1 a 0.
Para a segunda metade da partida, jogo corrido e disputado. Mesmo após ter levado o gol, a Tuna conseguiu equilibrar o lado emocional e conseguiu deixar o Águia para trás na velocidade dos seus atacantes. Sem Flávio Goiano, expulso por reclamação, os lusos tinham a liderança dos experientes Alexandre Pinho e Izaías, hoje conhecido como Zazá.
De tanto tentar, a Águia Guerreira conseguiu o seu gol de empate aos 13 minutos. Destaque do embate, o meio-campo Elton fez uma verdadeira ‘festa’ na defesa aguiana e tocou para Negreti, livre, fazer 1 a 1. Nervoso, o Azulão se ‘enroscava’ na defesa. As poucas oportunidades saiam de jogadas individuais. João Galvão levou a mão na cabeça quando viu a ‘bomba’ na trave do lateral-direito Ley. Ninguém foi de ninguém na estreia do Parazão. (Gustavo Pêna, DOL)
Postar um comentário