25 janeiro 2011

Bomba! atacante Viola pode ser o próximo reforço da Tuna Luso

Ai Jesus!!!! e nem se trata do dia da mentira..

Bomba na Vila Olímpica! O DIÁRIO conseguiu, com exclusividade, o nome do novo reforço da Tuna para a temporada 2011. E não se trata de qualquer jogador. Estava no elenco tetracampeão da seleção brasileira de 94, atuou em grandes clubes do Brasil - como Corinthians, Santos, Palmeiras e Vasco - e também do exterior – como o Valencia. É um artilheiro-nato, tem fama de ‘jogador-problema’ e, recentemente, participou de um reality show ambientado em uma fazenda.
Adivinhou? O jogador em questão é o atacante Viola, de 42 anos. Fontes confiáveis, ligadas ao staff cruzmaltino, garantiram que o craque foi oferecido para a Lusa, depois de ter tido problemas no seu atual clube, o Juventus (SP), que disputa a Série A3 do Paulistão. O negócio pode ser fechado ainda hoje (25) com os representantes do atacante, que virão a Belém especialmente tratar do negócio. Mesmo atuando em equipes de menor porte nos últimos anos, como a equipe do Brusque (SC), e até no ShowBol, espécie de futebol-pelada das estrelas, por onde passa o atacante coleciona gols... e muitos problemas também!
Nos anos 2000, onde iniciou o declínio da sua carreira, as causas da saída dos clubes em que atuava eram, na maioria das vezes, a indisciplina do jogador. Se enumerássemos todas as trapalhadas, daria um livro inteiro, pois o atleta já atuou por mais de vinte equipes.
Para o torcedor cruzmaltino, que já está feliz da vida em ver seu time na elite do Parazão, o que esperar do atacante, que está com 42 anos, famoso por rachar grupos e, ainda por cima, fora de forma? Só o tempo irá dizer.
A notícia promete agitar o futebol local, que está carente de contratações de impacto, nem que seja na área do marketing. No caso do Viola, independente do seu desempenho em campo, o retorno financeiro para o clube seria fantástico, proporcionando visibilidade nacional à Tuna. Todos os prós e contras deverão ser colocados na balança pela diretoria logo mais, em reunião marcada para esta tarde. (Diário do Pará)
Postar um comentário