26 março 2011

Em entrevista na manhã desta sexta-feira (25) no estádio Francisco Vasques, o Sousa, o médico da Tuna Luso, Helton Nóvoa, conversou com a imprensa para dar esclarecimentos sobre o quadro clínico do meio-campo André Barata, de 26 anos

Em entrevista na manhã desta sexta-feira (25) no estádio Francisco Vasques, o Sousa, o médico da Tuna Luso, Helton Nóvoa, conversou com a imprensa para dar esclarecimentos sobre o quadro clínico do meio-campo André Barata, de 26 anos, que desde a última quarta-feira (23) está internado no Hospital Universitário Barros Barreto, após ser diagnosticada uma meningite bacteriana.


Segundo Helton Nóvoa, André Barata já saiu do coma induzido e está em uma situação estável. “O Barata não piorou seu estado clínico e hoje já foi retirado o sedativo do jogador. A doença é grave, mas é importante tranqüilizar as pessoas de que tudo está sob controle”, explicou, afirmando que todo o trabalho de prevenção da doença já foi realizado com o restante dos atletas da Tuna.


O que agravou o quadro clínico do jogador foi o fato de, ao ser internado, ter tomado um medicamento para aliviar uma suposta dor na garganta. O que o atleta não sabia é que era alérgico a um dos componentes do remédio. Barata chegou a ficar em coma induzido e respirava com a ajuda de aparelhos.


A meningite bacteriana é uma inflamação das meninges provocada por bactérias. Os sintomas precoces mais importantes são febre, dor de cabeça, rigidez do pescoço, dor de garganta e vômitos. Em razão de que a meningite pode provocar a morte em poucas horas, é necessária a atenção médica imediata. São muitas as causas possíveis e o tratamento é diferente para cada uma, mas, em geral, a meningite bacteriana deve ser tratada de imediato com antibióticos (Gustavo Pêna, DOL)

Postar um comentário