10 abril 2011

Castanhal X Tuna Luso em Instantes no estádio Maximino Porpino Filho

Castanhal e Tuna Luso abrem hoje, às 20 horas, a segunda rodada da Taça Estado do Pará em situações opostas. O time castanhalense pisa o gramado do estádio Maximino Porpino Filho, na Cidade Modelo, disposto a se redimir diante de sua torcida. Já os cruzmaltinos esperam obter a segunda vitória seguida na competição, o que lhe renderia a liderança da competição momentaneamente. Em sua estreia no returno, o Japiim não foi além de um empate, por 1 a 1, diante do Paysandu, no mesmo local. A equipe comandada pelo técnico Válter Lima chegou a ter os três pontos nas mãos, mas acabou cedendo a igualdade do placar nos últimos minutos.

A Lusa, por sua vez, estreou no returno com vitória em casa frente ao Águia, de Marabá. O resultado injetou ânimo nos cruzmaltinos, que viajaram para Castanhal dispostos a surpreender o adversário e, assim, manter acesa as chances de o time chegar às semifinais do segundo turno, objetivo que por pouco não se concretiza no turno. A partida com o Japiim será uma prova de fogo para a Lusa em jogos fora de casa e, ao mesmo tempo, a oportunidade de ganhar ainda mais motivação para o clássico com o Paysandu, na rodada seguinte.

O Castanhal busca a reabilitação para evitar que o time entre em parafuso e, já na segunda rodada, comece a conviver com o fantasma da ameaça de não avançar no campeonato. A partida de hoje é apontada pelo técnico Válter Lima como 'uma confronto difícil em função da qualidade do adversário'. O treinador deve manter a formação que entrou jogando contra o Papão. O atacante Branco chegou a treinar entre os titulares, mas as indicações são de que o treinador optará pela permanência de Helinho e Keveson na frente.


Nos treinamentos, Válter Lima fez algumas outras experiências, entre elas a utilização do atacante Max Jari e do zagueiro Felipe Bragança entre os titulares. Contudo, ele deu a entender que as mudanças
foram testadas apenas como medida de precaução para alguma eventualidade do jogo. “São situações que precisavam ser colocadas em prática para no caso de o jogo exigir alguma mudança em nossa estratégia”,
alegou o treinador, que vai para a sua terceira partida à frente do time. Nos dois primeiros compromissos - Águia, pelo turno, e Paysandu - obteve dois empates.


Na Tuna, o técnico Flávio Goiano chegou a anunciar a escalação de Hugo Deleon, que cumpriu suspensão, mas voltou atrás e manteve o lateral- direito Leandro, autor do único gol contra o Águia. Deleon não foi relacionado nem mesmo para o banco. No mais o time é o mesmo do jogo passado.




Fonte: O Liberal
Postar um comentário