26 setembro 2011

Paysandu vence América


Papão vence e começa segunda fase como líder do grupo
 Do PORTAL ORM

Com a bola rolando após a intervenção policial para acabar com uma briga entre torcedores, aconteceu o quase, o sufoco e... o gol salvador aos 42 minutos do segundo tempo! Assim foi a vitória do Paysandu, que garantiu a liderança alviceleste na estreia do grupo E, na segunda fase da Série C do campeonato brasileiro. Na outra partida da primeira rodada do grupo, entre CRB e Rio Branco, no sábado (24), o placar foi 0 a 0.

Já na Série D, o Independente perdeu a primeira batalha do mata-mata para o Penarol (AM), em Itacoatiara, e passou a ter a orbigação de vencer por dois ou mais gols de diferença no domingo (2) em Tucuruí para ficar entre os oito times da quarta-de-final da competição. Um empate por qualquer placar dá a vaga ao Penarol (AM). O gol manauara foi marcado por Celsinho, aos 35 do segundo tempo.

O próximo jogo do Papão pela Série C será contra o Rio Branco, na Arena da Floresta (AC), no mesmo estádio em que o Papão perdeu na penúltima rodada da primeira fase e sacramentou a substituição do técnico Roberto Fernandes por Édson Gaúcho.


1º tempo - Com a moral reestabelecida e o apoio da torcida, o técnico Édson Gaúcho(foto) recolocou em campo o mesmo time que goleou o Araguaína por 5 a 0 na última rodada da primeira fase (relembre aqui!), com a excessão do lateral Rodrigo Cardoso, que estreou na posição, já que o titular Fábio estava suspenso pelo terceiro cartão amarelo.


O jogo começou com o Paysandu no mesmo ritmo visto na goleada sobre o Araguaína e foi para o ataque. Logo no primeiro minuto de jogo, Sidny apareceu em profundidade pela direita e colocou na área para Rafael Oliveira, que cabeceou para a defesa de Fabiano. A bola sobrou no pé de Josiel, que colocou dentro do gol, mas o árbitro Pablo Alves (ES) marcou o impedimento dos dois atacantes alvicelestes e anulou o lance.


Aos 10 minutos, o Papão voltou a assustar a defensiva do América. Após grande jogada de Daniel (foto), a bola sobrou para Juliano, que deixou para Luciano Henrique lançar Rafael Oliveira. O camisa 9 bateu cruzado e Fabiano defendeu bonito.


Então o Paysandu começou a dar espaço demais ao Mecão e deixou o camisa 10, Mazinho, organizar os ataques potiguares com mais facilidade. Assim, aos 25 minutos, aconteceu o primeiro lance de ataque do América. Mazinho jogou na área e Max subiu mais que Fávaro para cabecear e mandar a bola por cima da trave bicolor com perigo. Três minutos depois, o América chegou mais uma vez, porém com Norberto, que recebeu na esquerda, passou de Sidny, entrou na área e bateu no canto de Fávaro, que defendeu sem dar rebote.


Por conta do sol forte, o árbitro determinou o tempo técnico na partida para hidratação e o Paysandu se deu bem. Aos 37, quase o time de Édson Gaúcho abre o placar com Rafael Oliveira, que foi lançado por Sandro sozinho dentro da área e mandou uma bomba em cima do goleiro Fabiano. Quatro minutos depois, foi a vez de Josiel perder uma chance sozinho após lançamento de Luciano Henrique. O camisa 11 tentou colocar no canto e Fabiano caiu rápido para defender.


Antes de terminar o primeiro tempo, o Papão ainda teve uma outra boa chance de gol com Juliano, na pequena área. Ele tentou aproveitar a sobra do goleiro Fabiano no chute de Sandro e foi travado pelo zagueiro Rodrigão que colocou para escanteio.




2º tempo - Apesar do 0 a 0 no placar, a torcida do Papão manteve a animação para o início do segundo tempo, mas somente no início. O Paysandu voltou para o gramado com a mesma formação e uma velocidade bem menor.


Sem o fôlego de Luciano Henrique, de Sandro e de Juliano (foto), o Paysandu deixou de comandar o meio de campo e deu ainda mais espaços para o América, que preferiu manter o jogo truncado para garantir o empate e não se arriscou ao ataque.


A alternativa de Édson Gaúcho para colocar velocidade foram as entradas de Thiago Potiguar no lugar de Luciano Henrique e de Robinho no posto de Sandro. A dupla devolveu a posse de bola ao Papão, que chegou a ter uma clara chance de gol com Josiel, que foi lançado dentro da área, passou do goleiro Fabiano e chutou, mas não contava que o zagueiro Zé Antônio apareceria no momento certo para cortar para escanteio.


O técnico do América, Flávio Araújo, percebeu o crescimento bicolor e colocou o volante Fabinho no lugar do ala Val. Mas Édson Gaúcho respondeu com a entrada de Hélitonno lugar de Josiel. Três minutos após entrar na partida, o velocista Héliton recebeu o passe em profundidade de Daniel, chegou `alinha de fundo e bateu cruzado. Fabiano saiu mal do gol e Fábio Sanches apareceu antes de Rafael Oliveira para tocar na bola e jogar pela lateral.


Aos 31 minutos, o América voltou a assustar com um contra ataque rápido comandado por Mazinho. Ele recebeu no meio e abriu na direita para Max, que cortou para o meio e bateu forte para a boa defesa de Fávaro.


O cronômetro chegou na casa dos 40 minutos e deixou a partida dramática. O América teve a entrada de André Neles, que colocou novo gás no time de Flávio Araújo, que passou a acreditar em uma vitória potiguar. O atacante recebeu a redonda no meio, em outro contra ataque, e avançou pela direita. Ele parou na entrada da árae e deixou no meio para Max, livre de marcação. A zaga do Paysandu parou para pedir impedimento e o atacante potiguar bateu para o gol. Mas Fávaro saltou bonito para salvar o Bicola.


A Curuzu voltou a tremer quando o jogo chegou aos 42 minutos. Isso porque Sidny foi lançado na direita e bateu cruzado para Rafael Oliveira (foto) ganhar do zagueiro e bater na saída do goleiro para marcar o gol alviceleste.



Antes de terminar a partida, o América ainda teve a chance de empatar com André Neles, que recebeu na direita, passou por três, entrou na área e chutou para a grande defesa de Fávaro, mas o árbitro apitou e apontou o centro do gramado. Fim de papo e Paysandu começa como líder na segunda fase da Série C.


Ficha do jogo (Paysandu 1 x 0 América)

Paysandu - Alexandre Fávaro; Sidny, Leandro Camilo, Márcio Santos e Rodrigo Cardoso; Daniel, Sandro (Robinho), Juliano e Lucianoo Henrique (Thiago Potiguar); Rafael Oliveira e Josiel (Héliton). Técnico: Édson Gaúcho.

América - Fabiano; Mauro, Fábio Sanches e Rodrigão (Zé Antônio); Norberto, Márcio Passos, Val (Fabinho), Mazinho e Ivan González; Wanderley (André Neles) e Max. Técnico: Flávio Araújo.

Gol: Rafael Oliveira (42'/2ºT) para o Paysandu
Cartões amarelos: Sidny e Juliano (Paysandu) e Wanderley (América)

Local: Curuzu (Belém)
Hora: 16h
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (ES)
Assistentes: Breno Rodrigues (MG) e Carlos Emanuel Manzolillo (DF)
Quarto-árbitro: Andrey da Silva e Silva
Renda: R$ 230.217,50
Público: 10.026 (8.586 pag. e 1.440 cred.)


Postar um comentário