30 outubro 2011

Poker do Furacão Neymar

Foto: Edson Lopes Jr./Terra


Terra Esportes
Em noite de Neymar, o Santos venceu o Atlético-PR por 4 a 1, no Estádio do Pacaembu e complicou o clube paranaense na briga pela permanência na Série A. O time paulista é o 9º, com 45 pontos, enquanto o Atlético-PR é o 18º, com 31 pontos, dois a menos que o Atlético-MG, o primeiro fora da zona de rebaixamento.
No palco onde o Santos venceu sua terceira Libertadores, Neymar, que fez gol na final contra o Peñarol, teve excelente atuação, fazendo os quatro gols de sua equipe. No final da partida foi ovacionado pela torcida presente.
Logo no início do primeiro tempo, Cléber Santana fez pênalti em Neymar. O atacante pegou a bola e cobrou no canto esquerdo, abrindo o placar para o clube paulista. No minuto seguinte, Cléber Santana tentou responder e chutou de longe; Rafael fez boa defesa. Superior no jogo, o Santos trocou passes pelo campo, tentando aproveitar algum erro de posicionamento do rival.
Aos 23min, Rentería recebeu cruzamento e cabeceou; Renan Rocha espalmou e Neymar, livre, completou para o gol. O auxiliar marcou o impedimento corretamente. Um minuto depois, Paulo Baier fez excelente jogada pela esquerda e cruzou para Nieto, que na pequena área, desequilibrado, finalizou para fora. Querendo jogo, Neymar, no final do primeiro tempo, chutou de fora da área e acertou a rede pelo lado de fora.
Aos 42min, Danilo cruzou da direita, Alan Kardec, impedido, saiu da bola e Neymar, sozinho, colocou entre as pernas do goleiro atleticano. O árbitro, depois de consultar o auxiliar, frustrou os santistas marcando impedimento.
Na volta do intervalo, o time paranaense voltou disposto a diminuir o prejuízo. Wagner Diniz avançou pela direita e cruzou para Nieto, que de calcanhar levou perigo à defesa do Santos. Aos 5min, Paulo Baier cobrou falta no canto direito de Rafael, que espalmou para fora. No escanteio, o veterano meia cobrou fechado na segunda trave e Guerrón completou para o gol, empatando a partida.
Mas a igualdade durou pouco. Aos 9min, Rentería cruzou da direita e Cléber Santana, mais uma vez, cometeu pênalti, dessa vez em Edu Dracena. Na penalidade máxima, Neymar cobrou no canto direito e fez seu segundo no jogo.
Na saída de bola, o clube paulista recuperou rápido a bola e Rentería lançou; Manoel, inteiro no lance, tropeçou, e Neymar, cara a cara com Renan Rocha, não perdoou e fez seu terceiro na partida e o décimo no Campeonato Brasileiro.
Na frente do placar, o Santos continuou pressionando. Aos 17min, Danilo pegou forte e a bola passou perto do travessão. Aproveitando o péssimo posicionamento da defesa, Neymar driblou Deivid, entrou na área e de chapa colocou no fundo da rede, fazendo seu quarto gol na partida, aos 24min da etapa complementar.
Com a 9 de Borges, o colombiano Rentería tentou o seu aos 27min, quando girou na entrada da área e chutou, rente à trave esquerda do goleiro. No contra-ataque, Guerrón dominou na esquerda e chutou. Rafael espalmou para o meio e Nieto, sozinho, cabeceou na trave. Em noite espetacular, Neymar deu passe para Diogo, que chutou cruzado e foi cortado pelo zagueiro. No final do jogo, Paulo Baier cobrou mais uma falta perigosa, que carimbou a trave.
Com gritos de olé, o Santos trocou passes com tranquilidade e confirmou a goleada. Na próxima rodada, o clube paulista recebe o Vasco na Vila Belmiro. Já o Atlético-PR encara o Atlético-GO na Arena da Baixada.
Ficha técnica
SANTOS 4 x 1 ATLÉTICO-PR
Gols
SANTOS: Neymar, aos 2min do primeiro tempo, aos 9min, aos 11min e aos 24min do segundo tempo

ATLÉTICO-PR: Guerrón, aos 5min do segundo tempo
SANTOS: Rafael; Danilo, Edu Dracena (Bruno Aguiar), Bruno Rodrigo e Durval; Adriano, Henrique e Arouca (Ibson); Neymar, Rentería (Diogo) e Alan Kardec
Treinador: Tata
ATLÉTICO-PR: Renan Rocha; Wagner Diniz (Edílson), Manoel, Gustavo Araújo e Heracles; Deivid, Wendel Santos (Marcinho), Cléber Santana e Paulo Baier; Guerrón e Nieto
Treinador: Antônio Lopes
Cartões amarelos
SANTOS: Neymar
ATLÉTICO-PR: Cleber Santana, Wagner Diniz e Paulo Baier
Árbitro
Francisco Carlos Nascimento (AL)
Local
Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)













Postar um comentário