15 novembro 2011

O empate de Parauapebas



Nao acabou exatamente da forma planejada, acredito que Samuel Candido e os jogadores tenham saido de Belem com o objetivo claro de trazer mais pontos na mochila tunante.


Em Santarem e em Parauapebas o historico do tiem na relva foram muitos parecidos.


Em Parauapebas a Tuna correu mais riscos de sair derrotada, tivemos um jogador expulso e isso quase nos causa um prejuízo irreparável. Toda a comissão técnica tunante voltou da cidade da Vale, reclamando do assoprador.


Os risco tem que ser melhor observados em jogos fora, ha somente duas vagas para 8 clubes brigarem e ai o sofrimento com assopradores e outros -detalhes - tem que ser levados em conta.


Como em outras temporadas a Tuna mais uma vez sente a presença de uma goleador, alguém que use a canela..barriga..cocuruto ..enfim,  com um perfil único para enfiar a redonda para as redes.


Ao longo de sua historia a Tuna sempre teve gente com capacidade de trabalhar bem a bola na meiuca, uma defesa segura e etc.. guarda - metas de respeito e na ponta do processo um cara com olfato apurado para o gol.


Mas hoje isso tem sido uma coisa escassa pelo Souza, entre tantas outras, essa nos faz uma falta terrível.


Ao que parece nem nas peneiras e muito menos nas divisões inferiores do Souza temos conseguido achar este homem mata@dor.


A relva do Souza anda precisando de um melhor adubo, do jeito que vai não pode continuar. Mas na base das ondinhas mansas e maneiras chegamos aos 8 pontos, duas vitorias dentro do Souza e dois empates fora dele.


Agora nos resta 3 jogos dentro do Chico Vasques e ai o cerol tem que estar no ponto. ao contrario do ano passado não sinto este ano nenhum tipo de temor .


Cabe a Tuna encarar com seriedade e garra os embates , liquidar um a um os visitantes. Que devem ser tratados sem nenhuma dose diferenciada.


O Parauapebas tido e havido com uma das jóias da coroa ao que parece vai correr riscos. Que, pebinha deles!!!
A grana vinda dos arredores da mina ao que parece não tem ajudado muito.






Postar um comentário