21 novembro 2011

Tuna Luso está praticamente classificada para a fase principal do Campeonato Paraense de 2012


Lusos derrotam o Abaeté por 4 a 1 e ficam muito perto da classificação para a fase principal do Paraense

Do portal ORM

Com duas rodadas de antecedência, a Tuna Luso está praticamente classificada para a fase principal do Campeonato Paraense de 2012. Ontem, ao golear o Abaeté por 4 a 1, no Souza, manteve a liderança da fase com folgados onze pontos, quatro a mais que o próprio time abaetetubense e Castanhal, São Francisco e Bragantino. São esses quatro times que provavelmente brigarão pela outra vaga restante. Dependendo da combinação de resultados da próxima rodada, o time cruz-maltino pode classificar-se matematicamente faltando um jogo. Domingo, a Lusa recebe o Japiim e o Abaeté encara o Bragantino, no Humberto Parente.

Apesar do placar, a Tuna não esteve num dia tão feliz. Foi bem na armação das jogadas, mas displicente nas finalizações. Tivesse numa manhã mais concentrada nesse fundamento, teria aplicado uma goleada histórica sobre o Guará. Depois de muito tentar, o primeiro gol saiu apenas aos 37 minutos na primeira das duas falhas que o goleiro Miro teve ontem. O lateral esquerdo Esquerdinha cruzou e a bola acabou indo em direção ao gol. Miro tentou segurar e falhou na defesa. Três minutos depois o zagueiro Nenê fez pênalti no lateral direito Sinésio e recebeu o segundo cartão amarelo, sendo expulso em seguida. O próprio Sinésio cobrou para ampliar.

Aos oito da etapa final mais um pênalti e mais um cartão vermelho. Dessa vez a falta foi de João Gomes sobre o atacante Charles. O zagueiro do Abaeté foi expulso. Outra vez Sinésio cobrou a penalidade para marcar 3 a 0. O gol de honra do Guará foi em mais uma penalidade - com outra expulsão, dessa vez do volante cruz-maltino Cristóvão. O meia Balão Marabá cobrou o pênalti para fazer o gol de honra, aos 15.

Dez minutos depois a Tuna jogou a pá de cal sobre o Abaeté. O meia Rodrigo aproveitou a bobeada do goleiro e da defesa na saída de bola e ficou livre para empurrar para as redes

Tuna
Alan; Hélder, Max Melo e Cristóvão; Sinésio, Diogo (André Mensalão), Analdo, Diego Silva (Jean Sá) e Esquerdinha; Charles e Rodrigo (Cassiano). Técnico: Samuel Cândido.

Abaeté
Miro (Johnatas); Careca, Nenê, João Gomes e Tetê; Joel, Negretti, Ivan e Balão Marabá; Tales (Alan) e Patrick (Marlon). Técnico: Nélio Pereira.
Cartões - Amarelos: Max Melo, Cristóvão, Diogo e Esquerdinha (Tuna); Joel, Negretti, Ivan e Miro (Abaeté). Vermelhos: Nenê e João Gomes (Abaeté).

Local: Souza.
Renda: R$ 2.195,00.
Público: 311 pagantes.
Árbitro: Marcos Antonio da Silva Mendonça.

OS GOLS - Tuna Luso 1 a 0 - Esquerdinha - 37’ do 1º tempo.Tuna Luso 2 a 0 - Sinésio - 43’ do 1º tempoTuna Luso 3 a 0 - Sinésio - 11’ do 2º tempo.Abaeté 1 a 3 - Balão Marabá - 15’ do 2º tempo.Tuna Luso 4 a 1 - Rodrigo - 25’ do 2º tempo.

Jogadores exaltam qualidade e aplicação


Entre as comemorações pela vitória de ontem, os tunantes admitiram que deixaram a desejar nas finalizações. "Queríamos a vitória e imprimimos um ritmo forte desde o começo. Foi um excelente resultado, mas ainda assim perdemos muitas chances e temos que corrigir isso", afirmou o lateral Esquerdinha. "A Tuna fez uma grande apresentação e diante de um time forte. Mesmo perdendo muitas chances, mostramos qualidade e aplicação", completou o experiente volante Analdo.

Artilheiro da Lusa na fase, agora ao lado dos laterais Esquerdinha e Sinésio, o atacante Charles passou em branco ontem, mas salientou a qualidade do adversário como um dos motivos das outras chances não terem sido aproveitadas como deviam. "Podíamos ter feito mais, mas tivemos que ter respeito diante de uma equipe de muita qualidade como a do Abaeté". Já o meia Cassiano preferiu pensar mais no próximo oponente do time luso. "O mais importante é a vitória e por um placar bom. Agora é pensar no Castanhal, nosso próximo compromisso."

Samuel pedeu cautela e evita festejos

Os dois técnicos de ontem tiveram leituras semelhantes do que foi a partida do Souza. Para o comandante luso, o time deu um passo enorme rumo à classificação à fase posterior, mas alertou que há de se esperar pela rodada que vem antes de comemorar. "É um trabalho conjunto de todos aqui, da diretoria à comissão técnica até o elenco", confirmou Samuel Cândido. "Demos um passo muito grande para nossa classificação, mas temos que esperar essa rodada que vem. O planejamento para a partida com o castanhal já está feita e a seriedade entre os atletas permanece a mesma", completou o treinador. 

O técnico do Abaeté, Nélio Pereira, lamentou aquela que considerou a pior atuação do seu time na competição. "Se fosse traduzir esse jogo numa palavra só seria ‘irreconhecível’. Com a bola não sabia o que fazer e sem ela não conseguia marcar. Não tivemos o equilíbrio necessário e perdemos."

Postar um comentário