27 abril 2013

Tuna sem Sinesio contra Paragominas

Paragominas e Tuna vão se definindo para domingo

A equipe da Tuna realizou um trabalho técnico ontem pela manhã no estádio do Souza. Tirando as últimas dúvidas antes do duelo decisivo com o Paragominas Futebol Clube neste domingo, o treinador cruzmaltino Cacaio recebeu a notícia de uma baixa no grupo. Treinando com a equipe principal da Tuna Luso quarta e quinta-feira, o experiente lateral direito Sinésio era uma das grandes esperanças da comissão técnica para o jogo da vida da Águia contra o Paragominas neste domingo. No entanto, no trabalho dessa sexta-feira, o lateral voltou a sentir dores no músculo operado e acabou sendo cortado do grupo que vai viajar a Paragominas.

“Vínhamos observando o desempenho do atleta. É claro, ele estava há mais de um mês afastado, ritmo de jogo e as condições físicas não eram as ideais, mas ainda avaliávamos o quanto ele poderia nos ajudar. Do momento em que ele sentiu o músculo de novo, não tem opção. Foi uma lesão de grau 2, o atleta precisa se recuperar totalmente primeiro”, disse Cacaio.

Sem poder contar o lateral, as situações de estratégia foram reduzidas e o técnico já abre o jogo sobre a possível escalação titular. Cacaio anuncia uma Tuna jogando no 4-4-2 com Dida, Ângelo, Preto Barcarena, Max Melo e Léo, Daniel, Maranhão, Fabrício e Pedrinho Mossoró, Lucas e Daniel Papa Léguas. “Não tem mistério, devemos ir a campo com o time que vinha jogando e apresentou melhor entrosamento”, definiu o comandante cruzmaltino.



RELACIONADOS
Com seu último treino programado para a manhã de sábado, no Souza, a Tuna Luso parte rumo à Paragominas para a partida decisiva logo após o almoço. Nesta sexta-feira o clube divulgou a relação de 18 atletas relacionados para a partida na Arena Verde, neste domingo. A Tuna precisa vencer o PFC para ir à final do segundo turno.



Paragominas vai esquecer a vantagem



O Paragominas segue indefinido para o confronto contra a Tuna Luso. A falta de produtividade no primeiro jogo e a quantidade de jogadores pendurados são os principais entraves para o anúncio da escalação. Mesmo que esteja a um simples empate da final, o treinador prefere não arriscar a oportunidade e acredita que um bom ataque seja a melhor solução.

A escalação oficial não foi divulgada, mas o provável time que entra em campo deve ser composto por Maycki Douglas, Rondinelli, San, Rubran e Devan; Paulo de Tárcio, Ilaílson, Marquinhos e Eduardo; Jayme e Aleílson. Essa era a formação mais usada por Charles Guerreiro no decorrer da semana.

Se a previsão for confirmada, o PFC entra com seis jogadores pendurados, incluindo a dupla de ataque. As possíveis mudanças podem ser feitas no setor de criação do time, com Magno entrando na lateral-direita e Rondinelli sendo deslocado para a esquerda. Outra possibilidade é que Loirinho entre no lugar de Eduardo pelo meio.
Ainda na hipótese de a equipe se manter, o time reduz seus pendurados para apenas três em campo. Uma decisão que pode visar a preservação de jogadores para um eventual primeiro jogo de final do segundo turno. Charles Guerrero foi bem claro no seu objetivo. “O que temos que fazer é gol. Não podemos nem devemos depender de empate”.
Postar um comentário