18 dezembro 2010

A invencibilidade dos Pebinhas,findou no Souza

Por Marcos Moraes/ Resenha de quem viu o jogo e portanto sabe do que aconteceu na peia aplicada em cima dos pebinhas.

Do bom blog didascália

A Tuna conseguiu ontem, no Souza, sua terceira vitoria, a segunda consecutiva na Primeira Fase do Parazão 2011. O escore  foi o melhor de todos os jogos, 3 a 1, e a  vítima foi o Parauapebas, campeão da Segundinha, cujo técnico é o respeitado Samuel Cândido.

A equipe da Tuna começou o jogo partindo pra cima do adversário, ordem dtécnico Flávio Goiano, que falou em sua preleção que o jogo teria que ser decidido rápido, "se possível no primeiro tempo". Assim, logo nos primeiros minutos o ataque tunante, com dois homens Jailson e Fabinho, já iniciou deixando a defesa adversária em pãnico. Fabinho iniciou chutando uma bola que por pouco não entrou. A Tuna nem parecia que jogava sem dois titulares, o goleiro Cléber, substituído por André Luis  e Japonez, que vinha atuando na lateral esquerda. Os dois não diminuiram a força cruzmaltina. A fila logo andou e  aproveitando um rebote do goleiro Rogério num chute de Analdo, Jailson abriu o placar aos 13 minutos, num bonito sem pulo,  tirando a urucubaca que vinha lhe perseguindo. 

A Tuna prosseguiu tocando com perfeiçao a bola e sempre pressionando pela esquerda, com o apoio do jovem lateral Leo, que substituiu Japonez na lateral. Assim,  a Tuna se articulava numa  perfeita concatenação do meio de campo, onde Negreti e Analdo dominavam as marcações e os lançamentos ao ataque,  deixando sempre Jailson e Fabinho frente ao goleiro Rogério, que se desesperava com a pressão. No sistema ofensivo perfeitamente armado por Goiano, os dois atacantes infernizavam os lados esquerdo e direito do Parauapebas, com a infiltração sempre magistral de Fininho pelo meio, o que caracterizava um quase 4-3-3, pois o excelente meia tunante estava sempre pronto para o rebote.  O Parauapebas ainda esboçou algum perigo para a defesa cruzmaltina, mas o primeiro tempo terminou com muita chuva e com  o escore de 1 a 0 para a Águia.

No segundo tempo a Tuna voltou ainda mais forte. Fabinho, que teve ontem sua melhor atuação, estava determinado a fazer o seu. E logo aos 9 minutos, o valente centroavante cruzmaltino recebeu um centro do lateral Leo e testou com firmeza, fazendo o segundo da Tuna. A equipe lusa prosseguiu dominando e levando muito perigo à area do Parauapebas, que mesmo com as mexidas de Sauel não consguia fnalizar. Numa jogada iniciada no meio de campo, aos 19 minutos, Fininho fez o terceiro da Tuna, praticamente definindo o jogo. O Parauapebas  conseguiu fazer seu único gol aos 32  minutos, num lance iniciado por Ró e convertido por Patrick. Depois, Fininho ainda perdeu uma chance sozinho frente ao goleiro, chutando pra cima. A Águia chegou aos 9 pontos e mesmo em igualdade com Abaeté e Ananindeua, perde no saldo de gols, ficando em quarto lugar.
Postar um comentário