22 janeiro 2011

Treino é treino, jogo é jogo

Depois de dois anos distante do Campeonato estadual, a nossa gloriosa Tuna volta. foram um tempo de muito sofrimento sem ver a águia guerreira na relva.

Depois da suada classificação e de muita festa pelo Souza, chegou a hora depegar no pesado, as saidas de Charles,Analdo e Fininho terão que ser esquecidas, a vinda de outros jogadores para fortalecer o time, seguem sendo apostas, mas depois que a bola rolar muita coisa pode mudar.

Os dois amistosos perdidos pela Tuna contra cameta e Independente de imediato fizeram a cronica esportiva paraense colocar a Tuna como seria candidata ao vexame no campeonato.

O discurso deles nos faz um bem danado, nos deixa longe de foco dos habituais secadores que temendo seus confortáveis lugares, torcem sem vergonha alguma para que a duplinha RexPa, cheguem sempre nas finais.

Os dirigentes tunantes foram em busca de gente com fome, para suar a camiseta da águia guerreira, jogadores que muitas vezes sao deixados a margem e que com muita obstenidade buscam uma chance.

A existência da Tuna sempre foi um alento para jovens promessas, as portas do Souza mais uma vez se abrem para abrigar jogadores renegados, jogadores que estão em um novo recomeçar, e muitos que estão em busca de um horizonte melhor na profissão.

Adriano Miranda, Felipe Mamão e André Barata somente estarão aptos para o jogo contra o Castanhal.

Hoje a bola rola e vale três pontos, Vai ser na vera!

O bicampeão mundial pelo Brasil nas Copas da Suécia, em 1958, e do Chile, em 1962, Didi costumava dizer que~~

Treino é treino, jogo é jogo, portanto que se cuide os marabaenses, somente uma águia sairá viva do zinho de Oliveira e que seja a do Souza. Amem!





Postar um comentário