22 janeiro 2011

Tuna Luso, Castanhal, Independente Tucurui, Cametá e São Raimundo querem 30% do que recebe a dupla Re-Pa

Representantes dos clubes chamados de ‘intermediários’ que disputarão o Campeonato Paraense 2011 (Tuna Luso, Castanhal, Independente Tucurui, Cametá e São Raimundo), tiveram uma reunião nesta quinta-feira (20), a fim de discutirem sobre os valores de patrocínios propostos pelo Governo do Estado, através da Fundação de Telecomunicações do Pará (Funtelpa). Ficou decidido que essas equipes pleitearão 30% do que receberá Clube do Remo e Paysandu.
O contrato da Funtelpa com os clubes que disputam o Campeonato Paraense prevê o pagamento de R$ 1,2 milhões para Clube do Remo e Paysandu, enquanto que as outras equipes recebem R$ 70 mil. Dessa feita, os jogos do Parazão são transmitidos para a capital e o interior do estado.
Contudo, apesar do contrato já ter sido acordado em outra oportunidade, os times intermediários se ‘rebelaram’ e pedem uma cota maior. Na reunião de hoje, encabeçada por Sandicley Monte (São Raimundo), Fabiano Bastos (Tuna Luso) e Gil Correa (Castanhal), ficou decidido que o deputado estadual Arnaldo Jordy será uma espécie de ‘padrinho’ desses clubes, ficando responsável por marcar uma conversa com representantes do governo para que valor seja revisto. Essas equipes querem 30% do que ganham Leão e Papão.
“Essa reunião serve para que possamos brigar pela equidade das verbas do Governo do Estado. Queremos uma melhor divisão desse ‘bolo’. Entendemos o apelo de Remo e Pasysandu. Queremos deixar bem claro que não temos nada contra eles, mas a Tuna também é forte, Cametá e Santarém também enchem seus estádios... Os outros clubes também precisam de uma verba maior para poder crescer. Já pensou se a gente radicalizasse o campeonato e saíssemos da competição? Remo e Paysandu jogariam sozinhos o torneio”, ironizou Fabiano Bastos, presidente da Tuna. (Gustavo Pêna, DOL)

Postar um comentário