29 fevereiro 2012

Turno novo,vida nova!

Por Nildo Lima ,No portal cultura

Vai começar tudo de novo. Nesta terça-feira, 28, será dada a largada do segundo turno do Campeonato Paraense – a Taça Estado do Pará. Tabela zerada e nova chance para todos os times. Principalmente para o Remo que não pode vacilar, se quiser disputar a Série D do Brasileiro. O Leão Azul, que trocou de treinador após a eliminação na semifinal da Taça Cidade de Belém, está pronto para o recomeço. Mas seus adversários também estarão teoricamente mais fortes.

Paysandu, Remo, Águia de Marabá, Independente e São Francisco contrataram reforços, sendo que o último também acaba trocar de comando técnico. São Raimundo e Tuna Luso não contrataram, mas aproveitaram as três semanas sem jogos oficiais para se preparar melhor com vistas à sequência da competição. Já o Cametá, campeão do primeiro turno, aposta na manutenção do técnico Cacaio e no conjunto do seu grupo para conquistar o returno.

No Remo, o técnico Flávio Lopes promete um time mais vibrante e ofensivo para buscar a recuperação dentro do campeonato. O Leão, no apagar das luzes, contratou o volante Jean e o meia Edu Chiquita. A dupla se junta ao volante André, ex-Villa Nova-MG, que já estava contratado.

Já o Paysandu, após ficar de fora das semifinais do primeiro turno, tem como a meta vencer a Taça Estado do Pará, garantindo assim vaga na Copa do Brasil de 2013. O primeiro desafio será na quarta-feira, 29, contra o Cametá, às 20h30, no Parque do Bacurau. Para a partida diante do Mapará, o técnico Nad espera poder contar com os reforços contratados nos últimos dias: o volante Pitbull, ex-Bragantino e o meia Almir Júnior, que já estavam no elenco bicolor, além do meia Thiago Potiguar, que volta de empréstimo ao Fortaleza-CE, e o atacante Adriano Magrão, que estava no futebol carioca.

Em Santarém, os arquirrivais São Francisco e São Raimundo vivem momentos semelhantes. Enquanto o Leão do Tapajós trocou de treinador no intervalo entre os dois turnos – Tiago Amorim assumiu o posto de Oswaldo Monte Alegre -, o Pantera manteve a aposta em Nildo Pereira, que assumiu o grupo na reta final da Taça Cidade de Belém.
Postar um comentário