16 janeiro 2011

Tuna perde amistoso

Flávio Goiano atribui derrota à longa viagem e à má qualidade do gramado e aprova desempenho da equipe


Goiano fecha grupo para os amistosos (Foto: Octavio Cardoso)
Flávio Goiano  (esquerda)
A derrota da Tuna Luso por 1 a 0 para o Cametá, na noite de sexta-feira, no Parque de Bacurau, em amistoso preparatório para a fase principal do Campeonato Paraense, não era o resultado que Flávio Goiano esperava. Mas o treinador cruzmaltino preferiu ver o lado positivo da atuação de sua equipe, apontando que o time está em evolução. No primeiro tempo a equipe foi superior, mas acabou sofrendo um gol aos 15 minutos e, apesar de tentar muito, não conseguiu arrancar o empate.

"Dominamos o Cametá na maior parte do jogo e poderíamos ter saído daqui com um resultado melhor. Mas quando se toma um gol aos 15 minutos do primeiro tempo e se tem um campo pesado como esse de hoje [sexta-feira], fica muito mais fácil para o time que está na frente do placar destruir as jogadas adversárias. Mesmo assim, saio satisfeito com a produção do time. O jogo mostrou que estamos em evolução", analisou Flávio Goiano.
Sem querer dar desculpas, o treinador da Lusa também citou o cansaço como um adversário na noite de sexta-feira. Ele lembrou que a delegação fez uma longa viagem de Belém até Cametá, e ainda precisou enfrentar um gramado pesado em virtude do temporal que desabou sobre Cametá desde o final da tarde. Aliás, por causa da chuva, a partida teve seu início atrasado em mais de uma hora. O confronto estava prevista inicialmente para as 20h, mas só começou por volta da 21h30. Com o gramado totalmente encharcado, as duas equipes tiveram dificuldade para armar jogadas e precisaram apelar para as jogadas aéreas durante boa parte do confronto.
"O meu time e a minha comissão técnica estão de parabéns, pois o time correu os 90 minutos e conseguiu manter o mesmo padrão de jogo do início ao fim. Esta é uma demonstração de que estamos no caminho certo", ressaltou o treinador, que aproveitou o teste para observar todos os 20 atletas que viajaram para Cametá. No segundo tempo, ele promoveu nove substituições. Apenas o volante Dudu e o zagueiro Bruno Oliveira permaneceram em campo durante os 90 minutos.

Assim como o chefe, o volante Negretti também viu um lado positivo no amistoso, apesar da derrota. "Foi uma partida bem equilibrada. Vimos hoje que estamos bem preparados fisicamente, porque não é qualquer um que aguenta jogar num gramado pesado como o de hoje [sexta-feira]. Acho que o empate seria mais justo, pois perdemos algumas boas chances", afirmou Negretti.Portal ORM
Postar um comentário